Escolha uma Página
Prepara, faz uma pipoca, que o post é grande, criatura !!! Fui para Fernando de Noronha e vou compartilhar dicas e informações valiosas para você aproveitar o Paraíso.
Fui para #Noronha nas minhas férias, em setembro de 2016. Os meses de setembro, outubro e dezembro são considerados os melhores para conhecer a ilha, principalmente para quem deseja fazer mergulho ou quer aproveitar o mar tranquilo.
Foram 4 dias perfeitos. Me arrependi de não ter me programado para passar mais tempo. Espero voltar algum dia e aproveitar novamente aquele paraíso brasileiro.  Mas vamos parar de mimimi e vamos as dicas:
Optei por dividir em 10 tópicos, blz ? (Qualquer dúvida perguntem nos comentários)
(1) PASSAGEM: Fechei o pacote pela CVC, no qual incluía passagem aérea + hospedagem. Comprei com 4 meses de antecedência. Mas hoje, confesso  que teria organizado minha viagem sem agência. A CVC é MARA, escolhi eles porque estava indo sozinha e fico mais tranquila. Mas pesquise!!! Ir para Noronha requer planejamento, já que não é barato. Não esqueça de pagar a TPA – TAXA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL e a do Parque Nacional Marinho pela Internet. Vai te ajudar a economizar tempo.
(2) HOSPEDAGEM: Fiquei na Pousada Sueste. Ela fica um pouco afastada do Centro de Noronha. É uma pousada simples, mas hiper, ultra, mega aconchegante. O atendimento é top, tem uma estrutura bastante legal com piscina e varanda com uns sofás maravilhosos. Os quartos são bem espaçosos. Detalhe para o café da manhã e para os bolos que são servidos no Chá da tarde. Minha gente, este lanches servidos à tarde eram do outro mundo. Ajudam a matar a fome após os passeios e economizar.
(3) PASSEIOS: A MELHOR parte da viagem! Fechei tudo pela Atalaia (www.atalaianoronha.com.br). Fiz o passeio de Barco ao entardecer (eles servem um pirão de peixe maravilhoso ao final), Plana Sub (Você será puxado por uma prancha e dar para ver bastante da vida marinha), Ilha Tour (Esse é obrigatório fazer, porque vai te mostrar toda a ilha. Uma oportunidade para você conhecer todas as praias. Dura o dia inteiro e encerra com um por do sol de arrepiar os cabelos).Fiz também outro passeio de barco no começo da tarde, no qual foi possível ver os golfinhos *-*. Todos os passeios custaram $450.
(4) TRANSPORTE: O pessoal aluga Buggy: PREÇO: entre R$150 e R$180/diária. Mas eu andei de “busão” ($ 5 a passagem). A minhã pousada também tinha bicicleta, então usei bastante. Se a sua pousada não oferecer este serviço, tem um ponto na ilha que aluga a bike (valor $20).
(5) MERGULHO: Se arrependimento matasse. Estaria embaixo de 7 palmos. Não fiz. Mas porque não deu tempo e não me planejei melhor. Fiz apenas com o snorkel na Praia do Sueste e já deu para ver tartarugas, peixes de todos os modelos e arraias. Não vacile como eu e FAÇA!  PREÇO do Mergulho “batismo”: R$350/por pessoa. Já o snorkel e nadadeiras aluguei por $20 o dia.
(6) RESTAURANTES: Minhas tripas até roncam em lembrar. Comer em Noronha é bom e caro, mas também não é algo exorbitante como muita gente fala. Fui ao Restaurante Varanda do Chefe Auri Romão. Pedi um gratinado de frutos do mar (Frutos do mar puxado no azeite e temperos, envolvidos com arroz, legumes e queijo). Minha gente, que negócio bom!!! Este é o prato da boa lembrança do restaurante, então acabei levando um prato lindo de Noronha. $96 (Serve duas pessoas que comem muito).
Fui também ao Cacimba Bistrô, do mesmo Chefe. O ambiente é super aconchegante e a comida deliciosa. Gostei até mais que o Varanda. Comi um Peixe Amália Stringhini, que é um Filé de pescado divino, levemente picante devido às pimentas biquinho, servido com um arroz de coco e um  purê de batata – R$ 77,00. Comi também no Dumar um peixe frito, com arroz, pirão e batata que pra mim foi o melhor. $55. Depois parti para a economia e fiquei fazendo lanches. Tapioca ($10) e almoçando no restaurante Empório São Miguel, a kilo, e muito Bom. ($60 o kg).
* Levei também muitos lanches de casa e água mineral. Foi uma economia.
(7) INTERNET: NÃO PEGA BEM. Na pousada tinha Wi-fi, mas .Quem deseja fazer um detox de internet pode ir para Noronha…hahahah
(8) VIDA NOTURNA: Noronha não é um lugar para quem procura badalação. Mas  o Bar do Cachorro promove um forrozinho às quartas e sextas, às 23h. Para quem gosta de samba,O Pico tem uma batida aos domingos. Mas vai dormir, que é melhor. Noronha é bom durante dia.
(9) PALESTRA TAMAR: Vale hiper, mega, ultra, master, blaster a pena. Não é porque é de graça ( o que é inédito por lá), mas é que é muito interessante. É promovida pelo projeto Tamar e ocorre todos os dias, às 19h. Cada dia é um tema diferente e é bom chegar cedo para garantir um lugar. Ao lado também tem um quiosque do projeto, local que vende as melhores lembranças da ilha. (Mas prepare o bolso).
(10) O QUE LEVAR: Levei biscoitos de casa e água mineral para economizar. Protetor solar, blusa UV, chinelo, Tênis, short, blusas básicas, Chapéu , óculos de sol,biquínis e saídas . Vale um casaco a noite. Noronha não é lugar para saltos, por amoooor de Deus. Nada de roupas chiques. Bom também um protetor labial, viu?! E CLARO, uma câmera para registrar tudo.